Pontuação em Inglês – Como dizer “RETICÊNCIAS” e outros pontos? Você sabe?

Hoje nossa #dica é super simples, porém bastante útil para quem estuda língua inglesa. Para os amigos professores, o post inicia e propõe certa reflexão que espero que contribua para a “qualidade de vida” na sala de aula de vocês! 😉

Antigamente, “not so long ago, though,” fazíamos MUITOS ditados em sala com nossos alunos. Como sempre, alguns adoravam tal atividade, já outros a detestavam. O fato é que quando o ditado não era de palavras soltas, mas de frases ou até textos, tínhamos uma ótima oportunidade de apresentar os símbolos de pontuação em inglês aos alunos, e até incluí-los e fazer com que eles os utilizassem nos ditados. [Fato que (pode) ocorre(r) até os dias atuais, diga-se de passagem]

image

Entretanto, hoje em dia, a prática de fazer ditados em sala de aula vem diminuindo. Em um mundo repleto de novas tecnologias e com nossos alunos cada vez mais antenados e conectados, muitas vezes, nós professores, optamos por atividades que se demonstrem mais “interessantes” aos olhos de nossos pupilos, certo? E nesse emaranhado de tentativas e reflexões em busca do que pode funcionar melhor em nossas salas de aula, certas vezes acertamos, e outras nem tanto. Até porque, nem tudo que funciona para uma turma, funciona para outra de mesmo nível, com alunos na mesma faixa etária. Embora um pouco frustrante, fica simples se a gente parar e pensar que lidamos com seres humanos e que somos todos diferentes, não tem jeito!

Mas voltando ao ponto, nosso post de hoje teve como motivação o pedido de uma aluna em sala. E como a situação foi pessoal, passo a utilizar a primeira pessoa do singular, pois o pedido foi dirigido à mim. Ela foi super direta:

“Teacher, sei que não tem nada a ver com a matéria, mas no final da aula, você pode me ensinar a pontuação em inglês?”

Primeira coisa que pensei? Ela deve querer saber como dizer “barra”, “ponto” ou algo do tipo. Em outras palavras, pensei que ela quisesse saber algo mais utilizado na Internet (como o famoso “ponto” que vira “dot”). E pra minha surpresa, ela queria saber a pontuação considerada básica mesmo (como a do nosso quadro). Por isso o post e a reflexão, que compartilho com vocês no formato de pergunta:

Como temos incluído esse assunto em nossas aulas?

Percebi e depois agradeci à minha querida aluna (pois foi ela quem me abriu os olhos para isso), que provavelmente, na busca por atividades “intergaláticas” e inesquecíveis para meus alunos (kkkkkkkkkk…), acabei deixando algo simples de lado, pois sempre que pensava em pontuação, pensava em ditados. Nada contra os ditados, hein, gente! Please! Eles só não fazem mais parte (mesmo) de minhas aulas com determinados níveis.

A questão é que estamos sempre tentando facilitar o aprendizado, gerar mais interesse, motivação etc. E nesse sentido, um ditado (em geral) não é lá uma daquelas atividades que deixa a maioria dos alunos empolgados. Pelo menos, algumas faixas etárias (vide PS abaixo, ok?). E o que mais marcou no final foi o “sei que não tem nada a ver com a matéria”. Achei carinhosa essa preocupação dela. E pensei: você (aluno) estuda inglês, você (aluno) paga o curso, e você (aluno) deveria se sentir no direito de me ajudar a incluir pontos de seu interesse a serem abordados nas aulas. Pensemos! Se eu levo pra aula assuntos/pontos que meus alunos QUEREM aprender, não estaria eu motivando a aprendizagem e facilitando-a ao mesmo tempo? Mesmo que aquele ponto/assunto NÃO esteja em meu “Teacher’s Manual” ou “Lesson Plan”? 😉

Ahhhhh! Agora, possivelmente toquei em certas (antigas) feridas ou taboos… E isso acabou virando assunto pra outro post, pois esse já está enorme. Mas prometo que continuarei o assunto! Pois ando pensando e refletindo bastante sobre a observação de minha aluna. Principalmente no que diz respeito ao que realmente “tem a ver com a aula” ou não.

Ficam então a PONTUAÇÃO e, espero, a reflexão para os colegas de profissão!

Novamente, espero que o post seja de alguma valia aos que acessarem o blog, pois tudo que escrevemos vem sempre de experiências realmente vivenciadas, e parte do nosso coração acaba ficando por aqui. Característica de quem faz o que ama e com muito prazer. 💖

E ficam também duas observações:
PS1:
Já fiz muito ditado de estrela! Daqueles que valem um presente para quem tiver mais estrelas no final do semestre. 😉 Até hoje, se pintar alguma turma de “Kids”, faço ditados e numa boa! Mas dependendo do nível e da idade dos alunos, não rola mais. Sou dessas! Amo confeccionar diplomas de “Star Students”. 🌟🌟🌟🌟🌟
PS2:
Faltou no quadro e por isso incluímos no título do post – RETICÊNCIAS = ELLIPSES. 😉

Abraços carinhosos,

Alexandra & Juliana Simões Andrade.

(Equipe #PalavrasNossas)

image

Anúncios

4 comentários sobre “Pontuação em Inglês – Como dizer “RETICÊNCIAS” e outros pontos? Você sabe?

  1. Janaina

    Achei ótimo seu post! Os símbolos estão de volta, não exatamente pela pontuação em si, mas por conta dos e-mails e senhas, cada vez mais elaborados. Senti a falta do [square] brackets, e do underscore _
    O underscore é muito utilizado em e-mails.
    E por que o ponto não aparece? Ele é um dos mais usados hoje em dia, e para cada situação é uma coisa. dot (gmail.com), full stop (pontuação), point (2. 2)…
    Estas dúvidas são bem pertinentes e alguns materiais didáticos já até abordam.
    Concordo plenamente que temos que trabalhar com os alunos, sempre utilizei sugestões deles e procuro trabalhar de forma colaborativa/participativa, whatever.
    Continue com seu blog, e compartilhando no Face! Parabéns e obrigada!

    1. Oi, Janaina! Esses outros símbolos estão em outra figura que entrará em outro post. Aí a intenção será abordar (um pouco mais) esses símbolos mais utilizados no momento, por conta da Internet. Na verdade, a intenção era fazer um post com as duas figuras e apresentar apenas a dica de pontuação. Mas ao começar a escrever, “baixou um Perrenoud” que não me permitiu seguir com o planejamento inicial. Kkkkkkkkk. A questão da atuação participativa/colaborativa dos alunos acabou se tornando o foco. Principalmente quando se trabalha com “material fixo”, coordenador “no pé” assistindo sua aula pra saber se você não incluiu à aula algo que não estava na unidade (ou retirou em prol dessa inclusão), usou material “diferente” daquele autorizado, e por aí vai. Complicado, né? Mas o outro post vem! Pode deixar! Obrigada pela leitura e pelo comentário! Beijo grande!

  2. José Carlos Souza Jr.

    Alê, achei super apropriado o post. Pontuação é um aspecto hoje ignorado no ensino de línguas — inclusive português. O resultado: textos truncados, confusos e ambíguos. Vejo a importância disso no Master 2, que agora é nosso último livro aqui no CCAA, em que os alunos sentem a mesma necessidade que sua aluna. E quem disse que tem que ser chato?

    1. O positivo aí é a liberdade que os professores têm pra sentir a necessidade de incluir um “algo a mais” na aula/lição (caso não haja tal matéria no livro) e poder fazê-lo sem “punições”, né Zé? Quando sinto saudades dessa casa aí, isso sempre fica em 2° lugar. O primeiro, claro, são as pessoas! 💗 O post tinha um propósito inicial (apresentar a pontuação) e desviou para outro (falta de autonomia por grande parte dos professores para poder modificar o que se demonstra como mais “apropriado” em determinados momentos de ser ensinado, e isso de acordo com a própria demanda que ocorre em sala por parte dos alunos). Daí meu pedido de feedback e vários outros símbolos faltando, que ficaram para um próximo post, pois esse ficou grande. Kkkkkkkkkkk Beijos e obrigada pelo comentário! Estou trabalhando com grupos de preparatório para o FCE e a parte escrita (especialmente), com todas as suas características e requisitos específicos, continua sendo um “bicho papão” pra muitos alunos. Para alguns, infelizmente, dá vontade de perguntar: “Já ouviu falar em pontuação? Vírgula, ponto,…?” #Sinistro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s