“Eu estudo inglês como Língua Estrangeira (LE) ou como Segunda Língua (SL)”?

Hora de post novo no Palavras Nossas. Ready? 😉

O tema hoje é a diferença entre estudar inglês como Língua Estrangeira (LE) e inglês como Segunda Língua (SL).

Pode até parecer um assunto “batido”, mas ainda há uma boa quantidade de pessoas que não sabem que existe diferença entre os dois termos. Alguns utilizam ainda, de forma incorreta, um termo no lugar do outro, como se os mesmos significassem a mesma coisa.

Então, lá vai: muito CUIDADO nessa hora! Estudar inglês como LE e como SL NÃO significa A MESMA COISA!

No Brasil, por exemplo, temos como língua oficial, a língua portuguesa. Não se trata de um país onde mais de uma língua seja falada ou utilizada para comunicação escrita. Dessa forma, podemos explicar o motivo pelo qual ao estudarmos inglês no Brasil, dizemos que estudamos inglês como Língua Estrangeira (LE). Em geral, a pessoa recorre à uma escola de idiomas ou professor particular onde contrata de duas a três aulas por semana (sendo duas aulas o mais comum) e totalizando uma carga horária de duas a duas horas e trinta minutos semanais. Ou seja, o total adquirido/praticado em um mês de estudos é de no máximo 10 horas.

Pergunto-lhes: seria esse total de horas mensais suficientes para se aprender uma outra língua? Honestamente? Nem é preciso responder, certo? Basta refletirmos sobre as oportunidades REAIS que os alunos têm de praticar o que adquirem em sala quando estão fora dela. Mesmo com toda a globalização atual, ainda é reduzido o número de estudantes que têm, por exemplo,”amigos” estrangeiros para se comunicar.

Diferentemente do Canadá, que é um país bilíngue e multicultural tendo o inglês e o francês como línguas oficiais, no Brasil, ao sair às ruas e ir ao mercado, por exemplo, a língua que ouvimos e precisamos utilizar para comunicação é apenas e tão somente a língua portuguesa. Em outras palavras, as chances de se praticar, e dessa maneira adquirir a língua inglesa com maior rapidez e até certa facilidade tornam-se mais escassas. Daí chamarmos essa nova língua em fase de aprendizagem (aqui no Brasil) de Língua Estrangeira e NÃO de Segunda Língua, como no Canadá, pois a mesma não se configura como uma segunda língua oficial falada e utilizada em nosso país.

Já deu para perceber que os termos LE e SL serão utilizados de acordo com a realidade que se apresenta, certo? Daí os diferentes termos utilizados por autores em publicações específicas:
ESL (English as a Second Language);
EFL (English as a Foreign Language);
TESL (Teaching English as a Second Language) e
TEFL (Teaching English as a Foreign Language).

E aí? Alguma dúvida sobre o assunto? Agora ficou fácil, não é?

Ficamos por aqui, mas deixamos um infográfico super interessante com algumas das “verdades” ao se estudar uma LE/FL. Os créditos da imagem vão para o site: theeasiestlanguagetolearn.com

image

Esperamos que vocês tenham gostado e tenham tirado qualquer dúvida sobre o assunto!
Até a próxima! 😉
Alexandra.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s